Termos Técnicos

Aqui você encontra os Termos Técnicos em ordem alfabética.

Escolha a letra inicial do termo desejado:

Termos Técnicos

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
Existem 29 termos na lista iniciando com a letra B
Balanço
Movimento oscilatório de uma embarcação.
Baliza
Boias e marcas que servem de referência à navegação.
Bar
Unidade de pressão que equivale a 100000 Pa (105 Pa). Este valor de pressão é muito próximo ao da pressão atmosférica padrão, que é definido como 101325 Pa. O plural do nome da unidade de pressão bar é bars (Ex.: 2 bars de pressão). 1 bar = 14,5 Psi.
Barco
Nome genérico dado às embarcações: barco de (a) vela, barco de (a) vapor, barco de passeio.
Barlavento
Lado de onde sopra o vento.
Bartedouro
Recipiente para esgotar água de uma embarcação.
Bases de Charter
São estruturas náuticas em que barcos de médio porte, principalmente veleiros, são colocados à disposição de turistas que queiram alugá-los, para vivenciar uma aventura náutica no destino escolhido. A depender da experiência do turista com a navegação, os pacotes preveem a possibilidade de alugar as embarcações com ou sem tripulação. Este tipo de aluguel, normalmente é feito para grupos fechados ou famílias. O período dos passeios varia, normalmente, entre um e quinze dias.
Beaufort
Escala que mede a potência dos ventos de 1 a 12. Criada por Sir Francis Beaufort (1774-1857), Almirante da Marinha Britânica, que durante longos anos prestou serviços como notável hidrógrafo.
Boca
Largura da embarcação, considerando-se, para tanto, sua parte mais larga transversalmente.
Bochecha
Parte da embarcação entre a proa e o través.
Bóia
Objeto flutuante ou que permite a um objeto flutuar.
Bóia de Arinque
Instrumento que serve para assinalar o local onde se encontra a âncora.
Bóia Salva-vidas
Existem três classes de bóias salva-vidas: Classe I – Para navegação oceânica, em águas Brasileiras ou Internacionais. São utilizadas em embarcações de mar aberto e plataformas. Possuem fitas refletivas e cabo de polipropileno trançado, fixo em quatro pontos. Classe II – Para navegação em mar aberto, exclusivamente em águas brasileiras. Possuem fitas refletivas e cabo de polipropileno trançado, fixo em quatro pontos. Classe III – Para navegação em águas abrigadas. Possui cabo de polipropileno trançado, fixo em quatro pontos. As bóias salva-vidas deverão ter flutuabilidade tal que sirva de apoio para o náufrago, enquanto aguarda socorro. A bóia deverá possuir um cabo formando alças para facilitar o lançamento e para que a pessoa possa se segurar melhor. As bóias deverão estar dispostas tal que ninguém tenha que se deslocar mais de 12 metros para alcançá-la. As bóias deverão possuir retinidas flutuantes. Diâmetro Externo Classe I 700 mm Classe II 600 mm Classe II 500 mm Classe III 600 mm Classe III 500 mm
Bojo
Parte da carena, formada pelo fundo do navio e sua parte quase vertical.
Bolina
Navegar o mais próximo possível do vento.
Bolinar
Navegar à bolina, bolinar ou velejar de contra-vento é marear (ou seja, navegar) com vento afastado no máximo seis quartas da proa (± 45 graus). É uma técnica que consiste em ziguezaguear contra o vento, o que permite navegar por zonas onde o vento não é favorável. As primeiras embarcações de que se têm notícia que utilizavam esta técnica com sucesso, foram as caravelas portuguesas, durante a Era dos Descobrimentos Marítimos.
Bomba de Porão
Sistema de bombeamento que elimina a água acumulada no casco proveniente de chuvas ou água que entra na embarcação ao navegar. As bombas de porão podem ser automáticas ou com o automático a parte. Estão disponíveis em 500GPH, 1100GPH, 1500 GPH e 2000GPH, entre outras. (GPH significa Galões por Hora e 1 galão corresponde a 3,7L)
Bomba de pressurização
Utilizada no sistema de abastecimento de água. E normalmente instalada na casa de máquinas ou bagageiro de popa.
Bombordo
Lado esquerdo da embarcação.
Borda
Parte superior do costado.
Borda Falsa
Parapeito no convés, que visa a evitar a queda de pessoas na água.
Borda Livre
É a parte do casco que fica para fora da água, seria o oposto de calado.
Bordejar
Navegar virando de bordo com alguma frequência.
Bordos
São entendidos como as laterais da embarcação.
Boreste ou Estibordo
Lado direito da embarcação.
Bote
Geralmente o termo BOTE é empregado referindo-se a embarcação inflável de pequeno porte, utilizada em piscinas ou referindo-se a brinquedos infláveis destinados as crianças. Embarcação inflável profissional normalmente é chamada de: BARCO INFLÁVEL ou RIB.
Bravo
Símbolo designado Bravo. Representado por uma bandeira farpada (galhardete), na cor vermelha. Significado: Operando cargas perigosas, afaste-se.
Brisa
Vento próximo da superfície do mar, a baixas altitudes.
Bucim
Peça por onde passa o eixo do motor para o exterior do navio.